Serviços OnlineBalcão do Investidoricon consulta pub cmfPDM UrbanismoRecursos HumanosEditaisReabilitação Urbana

Concurso de Bolsas de Criação Artística

Bolsas de Criação Artística

 A primeira edição do Concurso de Bolsas de Criação Artística, lançado pela Câmara Municipal do Funchal, que se destinar a apoiar criadores que desenvolvam projetos em diferentes áreas: Artes Visuais, Artes Performativas e Escrita.

Este concurso tem como objetivos principais contribuir para a consolidação de atividade de artistas provenientes de múltiplas disciplinas artísticas, e que no Funchal podem encontrar um contexto propício ao desenvolvimento da sua prática profissional. Considerando que a Câmara Municipal do Funchal reconhece que o fomento da criação artística, além de fundamental para o processo de enriquecimento do património cultural, é essencial para garantir a diversidade cultural numa sociedade cada vez mais globalizada, assumindo, as artes uma dimensão constitutiva da identidade do Funchal.

As Bolsas têm a duração de 2 meses de residência no Funchal, sendo atribuído o valor de 5.000 euros por cada.

Open Call

Datas de apresentação de propostas:

30 de julho a 15 de agosto de 2021

 

Formulário para submissão de propostas: PT  | EN

Regulamento das Bolsas de Criação Artística: Regulamento - PT | EN

A proposta deverá conter:

- Formulário de submissão;

- Projeto do trabalho a desenvolver;

- Orçamento discriminado e cronograma financeiro do projeto de trabalho;

- Cronograma de execução do projeto artístico;

- Curriculum vitae do candidato;

- Portfólio e hiperligações para materiais áudio e vídeo, se aplicável;

- Declaração de honra que se encontram salvaguardados os direitos de autor e direitos conexos: Modelo de Declaração - PT | EN

- Compromisso do IBAN, com a conta em nome da candidata ou do candidato.

 

Submissão de propostas e dúvidas: bolsascriacaoartistica@cm-funchal.pt

 

Júri do Concurso de Bolsas de Criação Artística

Escrita

Carolina Caldeira

Carolina Caldeira de 36 anos, nascida no Funchal, é uma feliz praticante da arte de coleccionar livros sem moderação.
Licenciada pela Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa é apaixonada por histórias e palavras desde que os pais usavam uma ida à livraria como moeda de troca de bom comportamento. Trabalhou no Oceanário de Lisboa na equipa responsável pelo projecto educativo, e contou histórias a crianças hospitalizadas durante cerca de 7 anos, inicialmente como formadora e colaboradora da Fundação do Gil em Lisboa, depois em regime de voluntariado, no regresso ao Funchal.
Colaborou com a Alavarium XXI em Aveiro onde se iniciou na escrita comercial - guionista e copywriter, o importante era escrever.
No regresso ao Funchal, foi coordenadora e formadora na escola Bemformar, e iniciou a escrita sobre moda, psicologia e cultura pop para as revistas Sísifo e Looks.
Nunca quis ser professora, mas deu aulas de escrita criativa na Escola Ângelo Augusto Silva, e dinamiza ainda hoje workshops sobre o tema.
O seu mais feliz é a escrever para teatro, ainda se belisca ao fazê-lo: criou os originais FlorBela Louca”(2015), “Grito de Esperança”(2017), “Gigante”(2019), e as adaptações “Ano da Morte de Ricardo Reis”(2018), “Snow Queen” (2019) e “Mr Green, Natal outra vez?!”(2020) - levados a cena nas mais nobres salas de espectáculos madeirenses.
É produtora do projecto de revitalização do Mercado dos Lavradores COMO no Mercado, mentora e curadora do festival Fractal.
É presidente da associação do mesmo nome, e continua certa de que parar não é uma opção.

Francisco Fernandes

Francisco J. V. Fernandes nasceu no Funchal em 1952.
Licenciado em Finanças, possui mestrado em Gestão Desportiva e é doutorado em Motricidade Humana, pela Universidade Técnica de Lisboa.
É atualmente presidente do Conselho Geral da Universidade da Madeira.
Encontrando-se aposentado desde 2019, tendo exercido vários cargos na administração dos Aeroportos da Madeira, empresa ANA-Aeroportos de Portugal, à qual esteve ligado cerca de 23 anos. Presidiu durante 7 anos ao Instituto do Desporto da Região Autónoma da Madeira, e foi Secretário Regional da Educação do GR da Madeira durante 11 anos, tendo tutelado a Cultura nos últimos 4 anos das suas funções públicas.
No início da sua vida profissional foi docente de Matemática, Ciências Naturais e Estatística.
Com uma estreita ligação ao Desporto, foi praticante de Basquetebol, técnico e dirigente desta modalidade, tendo sido fundador do Clube Amigos do Basquete.
Dedica-se à escrita tendo mais de três dezenas de livros publicados em diversas áreas, designadamente conto, narrativa, crónica, romance, biografia e literatura infantojuvenil, possuindo vários títulos no Plano Nacional de Leitura e no Plano Regional de Leitura.
Recebeu Menção Especial do Júri do Prémio Literário Edmundo Bettencourt (2002), promovido pela CMF, com o romance A Casa do Penedo da Gaivota.
Vencedor do Prémio Literário António Feliciano Rodrigues (Castilho), 2005, promovido pela Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Funchal, com o conto A Esquina do 95.
2.º Classificado do prémio literário “António Feliciano Rodrigues (Castilho),2013, promovido pela Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Funchal, com o conto Por amor de Izabel.