sexta, 14 maio 2021 19:29

Funchal promove espólio dos museus municipais com instalações pela cidade

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, esteve presente, esta tarde, no Museu Henrique e Francisco Franco, para a apresentação do projeto “Partilhas Francas”, que prevê a circulação de várias peças do espólio dos museus municipais por diferentes espaços da cidade, entre maio e agosto, em instalações recriadas por diferentes artistas regionais.

O projeto terá a curadoria do artista plástico Diogo Goes e o Presidente Miguel Silva Gouveia destaca que “esta série de exposições é uma oportunidade para revisitar peças que são património da cidade, atribuindo-lhes novas visões e novas leituras. Vamos, desta forma, promover os nossos acervos museológicos, potenciando que os artistas locais estabelecem diálogos entre a arte contemporânea, a história dos edifícios, os seus espólios e a sua inserção na cidade.”

“Partilhas Francas” arranca no próximo dia 20 de maio, com a inauguração da primeira exposição desta rede, denominada “Teia de Thanatos”, de Gonçalo Ferreira de Gouveia, e que estará patente na “Porta do cavalo” e na “Teia” do Teatro Municipal Baltazar Dias.

No dia 27 de maio será apresentada, por sua vez, a exposição coletiva “Partilhas Francas”, na Galeria Marca de Água. Esta instalação contará com a participação de Diogo Goes, Fátima Spínola, Fernando Ricardo, Flávia Rodrigues Piątkiewicz e Gonçalo Ferreira de Gouveia, e vai agregar o conjunto de diálogos visuais e formais das várias intervenções artísticas e, ainda, a investigação realizada ao nível da curadoria.

A partir do dia 11 de junho, segue-se a instalação “Espinhos e acúleos”, através da qual Martinho Mendes estabelecerá conexões plásticas entre o Museu Cidade do Açúcar (MACA) e o Museu Henrique e Francisco Franco (MHFF).

Teresa Jardim apresentará, por seu turno, na Capela da Boa Viagem, a partir do dia 18 de junho, o “Pulmão de papel”, um projeto de instalação em campo expandido, em torno da exploração da paisagem e do imaginário das ilhas. Finalmente, esta rede de partilhas entre acervos conclui-se no dia 25 de junho, com a instalação "A Terceira Paisagem”, na torre mirante dos Paços do Concelho do Funchal, da autoria de Hélder Folgado e João Almeida.

O autarca funchalense conclui que “esta é uma iniciativa para valorizar e divulgar o património museológico da cidade, promover os artistas madeirenses, desenvolver o espírito crítico da comunidade sobre a qualidade das transformações culturais e estéticas e, no final de contas, contribuir para uma democracia cultural, inclusiva e participativa, na linha do trabalho de excelência que o atual Executivo tem promovido ao longo dos últimos anos.”