Facebook Youtube Twitter Google + Vimeo Instagram      Município do Funchal

quarta, 15 janeiro 2020 16:23

Presidências Abertas da CMF visitaram Centro de Apoio aos Sem-Abrigo

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, e o restante Executivo Municipal, deram início, hoje, no CASA - Centro de Apoio aos Sem-Abrigo, na freguesia de Santa Luzia, à primeira visita da iniciativa “O Funchal Que Nos Une”, no âmbito do plano anual de Presidências Abertas do concelho.

Miguel Silva Gouveia explicou que “estes encontros visam promover as políticas de proximidade entre o Executivo da Câmara Municipal e toda a comunidade do Funchal, neste sentido, faremos visitas às dez freguesias do concelho do Funchal, procurando identificar todo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela Autarquia, seja diretamente, seja indiretamente, através dos diversos apoios financeiros que concedemos anualmente”.

Esta primeira visita foi dedicada a uma entidade de cariz social, o Presidente elogiou “o trabalho extraordinário que o CASA faz com as pessoas em situação de sem-abrigo, e também com famílias carenciadas, e aqui neste espaço são servidas cerca de 50 refeições quentes e 25 pequenos-almoços por dia, mas o plano de ação não se prende a estas paredes, e estes voluntários realizam um trabalho que tem uma abrangência municipal, sendo estendido a todo o concelho”.

O Centro de Apoio aos Sem-Abrigo funciona no Auto Silo do Campo da Barca, num espaço que foi cedido em 2017 pela Autarquia Funchalense a esta unidade de solidariedade social “temos procurado agir das mais variadas formas, e este espaço permitiu tratar as pessoas sem-abrigo com a dignidade que elas merecem, mas também atuamos noutros campos, sendo que o CASA é uma das 32 entidades de cariz social que a Câmara Municipal do Funchal apoia através do programa de Apoios Financeiros ao Associativismo e Atividades de Interesse Municipal”.

“Queremos ir ao encontro ao repto lançado pelo Presidente da República, ao qual o Município do Funchal não ficou alheio no passado, nem ficará no futuro, que é o de tentarmos investir na situação e na problemática dos sem-abrigos no nosso concelho, para que dentro de poucos anos seja possível deixar de existir pessoas nesta situação, conseguindo assim uma verdadeira inclusão, num Funchal que se quer de todos, para todos, num Funchal que nos une”, reiterou o Presidente.

O Autarca destacou, por fim, que um dos objetivos das Presidências Abertas é, justamente, “mostrar a toda a população o bom trabalho realizado em diversos locais e nas mais variadas áreas, seja social, cultural, educativa e desportiva, procurando perceber de que forma podemos melhorar a nossa intervenção”.

A Delegação da Madeira do CASA iniciou, em agosto de 2018, a sua ação social, no Funchal, junto da população em situação de sem-abrigo, com a distribuição de refeições quentes e embaladas na Rua do Carmo e nos arredores do Mercado, com o objetivo de gerir de uma forma mais eficaz os recursos disponíveis, combater o desperdício alimentar e canalizar para quem mais precisa. As várias dezenas de voluntários fazem a distribuição diária de refeições, vestuário, calçado, cobertores, sacos-cama, e artigos de higiene pessoal, além de prestar apoio ao nível social e mesmo psicológico.