Facebook Youtube Twitter Google + Vimeo Instagram      Município do Funchal

segunda, 25 novembro 2019 16:54

Políticas de Inclusão, Acessibilidade e Desenvolvimento Social da CMF reconhecidas a nível nacional e europeu

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, discursou esta manhã na sessão ordinária da Assembleia Municipal do Funchal, onde destacou as múltiplas distinções nacionais e europeias que o Funchal tem vindo a receber nas últimas semanas, nas áreas da Inclusão, Acessibilidade e Desenvolvimento Social.

Entre estas, sobressai o galardão de Município do Ano 2019 a nível nacional, atribuído pela Universidade do Minho. Miguel Silva Gouveia considerou que “esta distinção ao projeto Funchal, Destino Acessível, é o expoente máximo do reconhecimento de um conjunto de políticas públicas inclusivas, que ao longo dos últimos anos têm feito do Funchal uma cidade verdadeiramente para todos.”

“A aposta firme na mitigação e eliminação de barreiras físicas e culturais e o uso assertivo das novas tecnologias têm resultado na crescente melhoria das condições para os que nos visitam e para os que cá habitam, o que é felizmente reconhecido fora da Região, sendo absolutamente de lamentar o facto de PSD e CDS terem votado contra a congratulação ao prémio em Assembleia Municipal, o que é injustificável.”

Nesta mesma área, o Funchal também recebeu recentemente o Prémio Inclusão pelo Desporto 2019, atribuído pelo Comité Paralímpico de Portugal, pelos serviços prestados em prol do desenvolvimento do Movimento Paralímpico e da promoção da inclusão através do desporto para pessoas com deficiência, ao passo que a Associação Portuguesa de Famílias Numerosas vai entregar ao Município a bandeira verde de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’, "mais um reconhecimento por parte de uma associação importante e reconhecida por todos, que sublinha o excelente trabalho que o Funchal tem feito em prol das suas famílias, quer a nível do Fundo de Investimento Social, quer a nível de desagravamento fiscal, com a taxa de IMI mais baixa do país, a manutenção do IMI familiar e o aumento da devolução de IRS aos funchalenses que está previsto para o próximo ano, no total de 3 milhões de euros restituídos às nossas famílias, conforme previsto no Orçamento Municipal para 2020.”

Finalmente, a plataforma Interreg Europe, que gere o Fundo Comunitário para o Desenvolvimento Regional, da Comissão Europeia, distinguiu a requalificação urbanística da Rua Dr. Fernão de Ornelas como uma boa prática europeia de mobilidade e considerou-a um projeto recomendado para implementação por qualquer cidade do continente. Miguel Silva Gouveia conclui que "o facto destas ações serem reconhecidas no plano nacional e internacional é algo que deve orgulhar todos os funchalenses e que prova, acima de tudo, que estamos no bom caminho."