Facebook Youtube Twitter Google + Vimeo Instagram      Município do Funchal

sexta, 14 março 2014 11:31

Eco-parque marinho para preservar a biodiversidade

Na apresentação do livro digital “Pradarias de Ervas Marinhas” e da exposição “Um oásis subaquático para descobrir e proteger” ontem lançado e apresentada, no Museu de História Natural do Funchal, o presidente da Câmara Municipal do Funchal salientou a importância do mar e da biodiversidade existente para o Funchal: «muitas vezes só olhamos para o território terrestre» mas «temos de avançar para o mar e promover a aproximação dos funchalenses ao mar».

É neste sentido que a autarquia quer constituir um Eco-Parque Marinho para preservar a biodiversidade existente no mar do Funchal, como lembrou Paulo Cafôfo. A intenção da autarquia é sediá-lo na Estação de Biologia Marinha, com o intuito de estabelecer uma zona de protecção de fauna e flora dos ecossistemas marinhos, possibilitando uma maior interacção entre as pessoas e o mar e potenciando a dimensão pedagógica com repercussões na oferta lúdico-turística.

O livro ontem lançado e a exposição apresentada livro pretendem dar a conhecer ao público em geral, a pradaria de erva marinha existente no Eco-Parque Marinho do Funchal e a importância que este habitat representa para a biodiversidade marinha do litoral da ilha da Madeira.

Pradarias de Ervas Marinhas”, da autoria de Ricardo Araújo, Juan Silva e Sara Ferreira, é um trabalho realizado, no âmbito do projeto GESMAR – Gestão Sustentável dos Recursos Marinhos, integrado no programa PCT-MAC (2007-2013, estando disponível para download no site do Museu de História Natural do Funchal.