Facebook Youtube Twitter Google + Vimeo Instagram      Município do Funchal

sexta, 21 fevereiro 2014 12:02

Memorial às 51 vítimas do 20 de Fevereiro de 2010

Ontem, na inauguração do memorial às 51 vítimas do 20 de Fevereiro de 2010, no Mercado dos Lavradores, o presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, salientou ser esta homenagem um acto de respeito e memória, enaltecendo o trabalho então efectuado pela vereação anterior, pelos departamentos e funcionários municipais, pelas autoridades militares, civis e religiosas, e pelos muitos voluntários civis, na ajuda prestada às pessoas e trabalho em prol da cidade face à dimensão da tragédia.

Todavia, numa análise aos riscos existentes e de forma a minimizar no futuro eventuais catástrofes, Paulo Cafôfo salientou que a prevenção das catástrofes, sobretudo a montante, com a erradicação das habitações em zonas de risco, é fundamental. Mas esta estratégia deve ser feita com o Governo Regional. «Isto é mais do que um problema municipal. Isto é um problema regional. O Governo também terá de intervir, deslocalizando as pessoas que estão em zonas de risco para zonas de segurança». E como os compromissos devem ser, apesar de todos os constrangimentos e dificuldades, integralmente cumpridos, o presidente da CMF defendeu a utilização de todos os apoios disponíveis, inclusivamente com recurso ao próximo quadro comunitário de apoio.